Limpeza de portas e janelas de madeira

Olá guerreiras e guerreiros, tudo bem?

Bom, vamos seguir do principio básico de que madeira quando molha muito, incha, certo?

Isso acontece porque madeira é um material orgânico, que tem capacidade de reter água.

Seguimos então da seguinte forma de limpeza: Limpeza a seco e Limpeza molhada.

As duas informações valem para portas internas e externas e janelas. Claro que uma porta interna, provavelmente não terá necessidade de fazer a limpeza molhada.

LIMPEZA A SECO

Ela é feita da seguinte forma:

Aspirador de pó em todos os cantinhos que possam juntar poeira. Caso você não tenha, ou não tem como usar por “N” motivos, use um pincel pra empurrar a sujeira para o canto e puxe essa sujeira com Pano úmido, pra não levantar tanto pó também.

Vamos passar outro pano úmido, ou seja, pouco molhado, bem torcido, que não solta água, pra poder tirar melhor a poeira.

Se a janela estiver com marcas, encardida e amarelando (caso de janelas/portas pintadas de cores claras), podemos então aplicar uma mistura de: 2 Colheres de sopa de Vinagre de álcool +  1 Colher de sopa de Sabão de coco + 200ml de água e com o auxilio de uma bucha de lavar louças que não risca, ou lado amarelo da esponja comum, vamos esfregar a superfície.

É muito importante que retiremos todo produto aplicado, pois quando ele entra em contato com o Sol, pode manchar . Faremos isso usando outro borrifador com água apenas e pano úmido e limpo pra tirar tudo.

Depois que limpamos e a superfície está bem seca, vamos hidratar a madeira usando o famoso óleo de peroba, aonde temos alcance fácil, usaremos pano úmido limpo e onde o acesso é mais difícil, usaremos pincel limpo embebido com o óleo.

LIMPEZA MOLHADA

Esse tipo de limpeza só é recomendado em casos de sujeira extrema, normalmente em portas externas e janelas que possuem muito contato com a poeira e poluição. Não recomendo fazer mais que uma vez ao mês, pois quanto mais molhamos, mais ela pode inchar e empenar, portanto, só façam em casos extremos, ok?

Primeiro passo, vamos molhar ela, pra retirar toda a poeira superficial,

Faremos uma mistura em um balde com: Água, Sabão neutro e vinagre de álcool.

Com o auxilio de uma esponja macia ou de uma vassoura também macia, vamos molhar e ir esfregando a superfície. A vassoura é ideal no caso de venezianas, pois não vamos machucar as mãos tentando alcançar os cantinhos, se a sua área for menor, use uma escova do tipo de lavar mamadeiras, funcionam muito bem porque removem a sujeira de forma eficaz. Já na área que temos acesso fácil, podemos usar a buchinha que não risca.

Vamos enxaguar muito bem, secar com pano úmido e finalizar hidratando.

Limpeza molhada. Utilizando vassoura macia para lavar e pincel para hidratar. Feita aqui, uma vez ao mês, devido a poeira que pegamos da rua.

Nos dois casos é muito importante lembrar que:

Não podemos usar produtos abrasivos, e o detergente se enquadra nessa categoria, a menos que você realmente não tenha nenhum recurso pro sabão neutro, evite o uso dos abrasivos.

Todo produto que aplicamos para lavar, ou seja, os que produzem espuma e ação de remoção (detergentes, sabões, desengordurantes e etc.), devemos retirar e isso serve como regra básica pra todos os tipos de superfícies.

Sempre hidratar a madeira, seja usando o óleo ou a cera líquida incolor. Em alguns casos existem produtos específicos pro seu tipo de madeiramento, portanto, sempre que você souber deles, respeite as instruções do fabricante.

É basicamente isso, cuidando bem, não teremos problemas!

Bjos!

Compartilhar é um carinho...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on TumblrPrint this pageEmail this to someone